Desafio Atibaia

Posted: October 5, 2012 by Natália Almeida in Cycling, Environment, Nature photography/film, Photography, Português
Tags: , , , , , , , , ,

Horto – O Começo desse desafio!

Quando o André Bicicreteiro propôs uma ida a Atibaia passando pela Serra da Cantareira eu fiquei um tanto receosa. Desde pequena subo e desço a serra de carro e a estrada da Roseira não é o lugar mais seguro pra pedalar. Com certeza seria um desafio e tanto subi-la já que de carro já é bem difícil.

Secretamente travei uma batalha interna contra o medo. E com o passar dos dias fui me acostumando com a ideia, mas para a minha surpresa, quando é disponibilizado o trajeto vejo que não passamos pela Roseira mas seguimos pela Estrada da Santa Inês que tem menos movimento de carros mas ainda sim com subidas e descidas constantes esse ainda assim era um desafio.

No sábado saímos cedo de casa e partimos para a Paulista, o encontro foi ali na Praça do Ciclista  às 7am mas saímos de lá um pouco depois das 8am.

Andar em São Paulo pela manhã foi bem fácil e chegamos rápido na Santa Inês. Logo no começo já subimos uma ladeira longa, mas como não era tão íngreme a dificuldade foi menor.

Estrada Sinuosa

Seguimos em frente e encontramos eles mais a frente sentados num gramado papeando e descansando.

A estrada é muito bonita, natureza em todos os lugares e por ser sinuosa fica cheia de surpresas, com paisagens escondidas a cada curva. A estrada do Rio Acima surpreende com o rio ao lado, nesse trecho a dificuldade é o vento contra, mas nada demais eu diria. Mantendo um ritmo bom chegamos no centro de Mairiporã cedo e paramos para almoçar. Aproveitei pra ligar para o meu pai e convidá-lo a se juntar. Ele chegou e foi bom ver que agora posso ir visitá-lo de bike.

Por pedalar de mochila a essa altura meu pescoço doía muito e pedi para a Regina, minha madrasta, passar pelo restaurante e colocar minha coluna no lugar. Nada como ter parente fisioterapeuta e quiroprata.

Todos alimentados e descansados hora de continuar. Daqui seguimos viagem pela estrada das 7 Quedas, e mais uma surpresa agradável. Essa estrada é pequena e um tanto intocável. Linda demais. Me impressiono sempre como pode lugares tão bonitos estarem tão perto e eu nunca ter passado por eles. São lugares e momentos assim que me deixam cheia de expectativa para o próximo pedal.

Para uns almoço, para outros cochilos!

Diferente das estradas pequenas, as grandes rodovias já não nos permitem relaxar e aproveitar a paisagem e na Dom Pedro não foi diferente. Cheia de carros e caminhões, o barulho é constante e ficamos sempre em estado de alerta. Aqui o sol estava se pondo e isso dava uma certa graça a rodovia.

Depois de um dia de sol e de muita pedalada chegamos cansados a Atibaia, mas ao perguntar como chegar a rodoviária vemos que ainda temos mais uma subida só que para piorar de paralelepípedos. Com a bunda doendo o treme-treme dessa parte foi um tanto torturador mas ao descer da bike somos tomados por um sentimento de conquista e de vitória. Felizes e satisfeitos com mais essa ladeira, com mais essas estradas e com mais essa ciclo-viagem.

Quilômetros Finais!

Essa semana seguimos decidindo o que fazer, semana passada fomos novamente para Itu mas essa história fica para o próximo post.

Bom final de semana e vê se pedala ou simplesmente passeia no parque. 

_

_

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s