Dia 2 – 111 km sem chuva nem vento!

Posted: January 30, 2013 by Natália Almeida in Cycling
Tags: , , , , , , ,
Map of the route- Day 2

Map of the route- Day 2

Depois de um dia tenebroso como o primeiro, acordei um tanto receosa quanto ao que viria no dia seguinte. Mas em nenhuma de minhas previsões poderia imaginar um dia como aquele. Sem chuva e sem vento, céu azul e nuvens brancas no céu. As ruas que saiam da casa de Jacob não pareciam nada com as da noite anterior. Muito verde ao redor, animais pastando e poucos carros. Saímos um tanto tarde, porque não teve como resistir a um bom bate papo com a família que nos hospedou tão bem. Mas mesmo assim não ficamos preocupados com o tempo.
Boa parte do caminho foi em uma estrada estreita e um tanto sinuosa com popucas subidas e descidas mas muito bonita – irresistível não tirar umas fotos. Me concentrei em manter a rotina alimentar aconselhada pela Isabela Alencar (nossa nutri), então segui o caminho olhando a rota e olha o timer a cada uma hora chamava o Bem e comíamos cada um a sua porção de carboidratos. Seguir isso acredito que tem sido o que mais nos tem ajudado nessa empreitada. Entender o quanto seu corpo precisa de combustível e administrar isso é o que garante um bom desempenho em dias longos. Seu corpo não fica consumindo massa muscular para transformar energia e assim você não sente dores ou cansaço.
Como hoje seria um dia longo minha preocupação era com a luz e o tempo que o dia dura. Então me parecia muito simples seguirmos comendo lanchinhos e não parar para comer enquanto fosse dia. Isso nos garantiria segurança no trajeto. E assim fomos. Porém esqueço as vezes que toda essa re-educação alimentar e planejamento que eu e o Ben temos já vem sendo incorporado na nossa rotina faz tempo. Desde quando começamos a pedalar a Isabela vem nos ensinando e melhorando cada dia mais a nossa alimentação pensando na nossa performance. E em todos os nossos treinos em São Paulo já íamos seguindo os conselhos dela. E assim parece simples para nós, mas o Paulo já tem outra rotina e para ele parar para comer em algum momento é necessário. Paramos em um café aos 80km do dia, e ele estava um tanto irritado. Afinal estava com fome, o que compreensível. Como somos um time temos todos que tentar entender o ritmo e as dificuldades do outro. Então desde esse dia todas as paradas feitas ou passadas a frente são conversadas.

Alongside the A30 towards to the moors

Alongside the A30 towards to the moors

Pegamos a rodovia também e pedalamos pouco tempo no escuro. A chuva nos pegou no fim do pedal mas não fez o mesmo estrago que o dia anterior. Ao chegar em Exeter acabamos rodando bastante pela cidade, o que me deixou um tanto triste por não podermos ficarmos por lá um dia a mais. A cidade é linda, cheia de casas, catedrais e tudo mais super antigo. Numa próxima vez certeza que ficaremos mais.
Os nossos anfitriões da noite foram Sheila e Garth, um casal um tanto velhinho mas pura simpatia. Nos receberam com chá e um cozido de frango mais que delicioso. Purê de batata e ervilhas não poderiam faltar sendo que estamos na Inglaterra.
Papeamos bastante com eles sobre diversas coisas. O Ben um pouco mais porque o irmão do Garth conheceu pai do Ben – que mundo pequeno né?
Dormi super bem e sem me preocupar muito porque o dia seguinte seria curto e relaxado.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s