Oitavo dia sem descanso: Heald Green para Lancaster

Posted: February 9, 2013 by Natália Almeida in Cycling, English, Environment, Português, Training
Tags: , , , , , , , , , , , ,
Lancashire, this is Lancashire

Lancashire, this is Lancashire

Nada como acordar de manhã com uma criança feliz, saltitante e cheia de energia pula e se revira pela sala. Como pode ficar com preguiça ou desanimado assim. Acho que naquela manhã Theo foi realmente inspirador. Se ele tão pequeno podia estar tão animado com o seu dia como nós não poderíamos?

Além do mais a certeza de que teríamos um dia de descanso em família no dia seguinte era mais que motivador, eu diria libertador.

The route

The route

Mas todo esse clima exaltado de um dia de pedal foi se minando um pouco, logo na saída da garagem reparo que o meu pneu da frente estava furado. Em~tao antes mesmo de começar tivemos que trocar a câmara, e como eu já estava carregando um pneu Schwalbe Marathon na bagagem aproveitei para trocar. O Paulo e toda a sua experiência em troca de pneus da speedy foram de suma importância, ele trocou super rápido o que evitou um stress.

O caminho escolhido pelo Ben para sair de Manchester foi por dentro do parque Kenworthy Wood o que nos tirou de todo o trânsito matinal, e nos levou a lindas trilhas ao lado do rio e com muita lama. O triste disso foi que nos rendeu mais um pneu furado agora da bike do Paulo. Assim o dia foi começando a parecer que ia ser um daqueles cheio de problemas, e quando ainda se pensa que seriam quase 100km de uma rota um tanto montanhosa e passando por dentro de cidades como Bolton e Blackburn, toda aquele clima animado vai se minando. E assim foi alguns quilômetros a frente o rack traseiro do Paulo também soltou e eu que trouxe parafusos de todos os tipos que por um tempo achei que de nada ia servir, na realidade salvou o dia.

With MattMesmo com todos os infortúnios íamos mantendo um ritmo bom, nas cidades maiores e com o trânsito acabávamos perdendo um tempo maior, mas acabamos pegando uma estrada menor e aí tentamos compensar, mesmo assim a noite começou a cair e a estrada pequena começou a não parecer mais uma boa opção e aí o jeito foi pegar A6, e dividir a pista com os carros que passavam rápido mas sempre nos dando bastante espaço ao nos ultrapassar.

Chegamos em Lancaster, mais especificamente a casa de Franklin (irmão do Ben) mais ou menos às 18h30. Lá comemos todo o pão e bebemos chá e mais chá. Nada como estar em família, comer, comer e comer sem culpa. O único problema aqui foi para subir os 3 lances de escada até o quarto mas depois de descansar na sala conseguimos. O dia seguinte seria o primeiro de descanso, mais que merecido depois de 8 dias consecutivos de muitos km, muitas subidas, e muitas horas em cima da bicicleta. Aqui além de marcar como nosso primeiro descanso também é o meio do caminho ao pensar em trajeto percorrido (750km).

Posso garantir que a essa altura a sensação em nossa cabeça era de vencedores!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s